QUALIDADE NO ENSINOMais de oito mil estudantes da rede municipal de ensino participam do "Avalia Porto Velho"

10/Abr/2019 - 11:43

O “Avalia Porto Velho” foi criado pelo prefeito Hildon Chaves para avaliar a qualidade do ensino da rede municipal e as principais necessidades

Foram meses preparando a avaliação, pela equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação (Semed) que tem o objetivo de diagnosticar as principais necessidades dos alunos da rede municipal de ensino nas disciplinas de Português e Matemática, como também avaliar a qualidade no processo de ensino-aprendizagem desenvolvido nas escolas da área urbana de Porto Velho. Centenas de professores e outras dezenas de servidores se organizaram durante toda a semana para que nesta quarta-feira,10, todos os 8.866 alunos distribuídos nas turmas de 2°, 5° e 9° anos pudessem ser avaliados. Na zona rural, a previsão é que as provas ocorram no dia 03 de junho.

A secretária adjunta da Semed, Gláucia Negreiros, acompanhou a aplicação das provas em diversas unidades escolares e elogiou o trabalho realizado. “Essa avaliação é resultado de muito esforço da equipe da Semed, e justamente pelo fato de que buscamos qualidade no ensino que ofertamos na rede pública municipal. Vemos o resultado dessa dedicação no aumento na nota do Ideb. O município permaneceu por 10 anos com a nota estagnada e nos últimos dois anos, com as diversas estratégias desenvolvidas com nossos gestores, mudamos esse cenário. Tivemos escolas que praticamente dobraram sua nota”, disse ela.

A secretária explicou ainda que em todo o país existe a preocupação com essas duas disciplinas nas séries iniciais. “A matemática depende totalmente da interpretação que o aluno irá fazer dos textos apresentados nas questões. Não basta apenas ensinar fórmulas. O aluno precisa desenvolver a capacidade de interpretar e resolver problemas. Se ele consegue assimilar isto, este conhecimento irá além da sala da aula. Se faz necessário que os estudantes adotem o hábito da leitura, pois sem isto haverá grande dificuldade de entender e interpretar questões no dia a dia e é aí que entram nossas estratégias. Havendo o diagnóstico de que a criança não sabe interpretar, não domina a leitura, não consegue resolver questões, montamos todo um trabalho pedagógico com ela”, observou Gláucia.

A Avalia Porto Velho foi aplicada em 2017 para 5.782 alunos dos 5º e 9º anos das Zonas Urbana e Rural. Já em 2018 fizeram a prova 8.489 alunos do 4º, 5º, 8º e 9º anos também do campo e da área urbana.

logotipo da prefeitura de porto velho